quinta-feira, 15 de julho de 2010

BAMBUTERAPIA






Técnica da massagem feita com bambus


Sua origem: A técnica de bambuterapia surgiu na França com o fisioterapeuta francês Gill Amsallem, e possui indicação corporal e facial.


A massagem é feita com bambus de diferentes tamanhos e, além de relaxar ou de despertar a energia, ainda promove a drenagem linfática, a tonificação e a modelagem dos tecidos.


A técnica da massagem com bambu funciona da seguinte forma: as varas de bambu agem como se fossem o prolongamento dos dedos, e, por isso, dá a possibilidade de alcançar todas as regiões do corpo. Se adaptam aos contornos corporais, promovendo uma modelagem eficaz e um relaxamento profundo, pois alivia tensões musculares.


A massagem associa técnicas de massagens como shiatsu (trabalhando pontos de acupuntura), ayurvédica, isometria e drenagem linfática.Pode ser aplicada em todo o corpo inclusive face e cabeça.Apresenta propriedades modeladoras, drenantes, tonificantes, relaxantes e energéticas.


Antes de iniciar o tratamento é necessário a análise da ficha de anamnese, uma vez que o bambu apresenta as mesmas contra indicações da Massagem Modeladora, Relaxante e da Drenagem Linfática.


O ideal é aplicá-la uma a duas vezes por semana associada a cosméticos específicos ao tipo de pele que estamos trabalhando.


Indicações


A bambuterapia é recomendada como um tratamento auxiliar na redução de celulite, flacidez e gordura localizada, pois dependendo das manobras aplicadas pode apresentar propriedades modeladoras, drenantes, relaxantes, tonificantes e energéticas.


Contra-indicações

São as mesmas contra-indicações da massagem modeladora, relaxante e da drenagem linfática.


Ex: inflamação tecidual, hipersensibilidade cutânea, hipertensão arterial, câncer, trombose, diabetes, entre outras. Se faz necessário realizar uma anamnese antes de iniciar o tratamento com um esteticista profissional ou fisioterapeuta especializado.


Tempo de aplicação da técnica


O tempo médio de duração é entre 40 e 60 min. A aplicação do bambu deve ser de forma correta em sentido, pressão, direção, velocidade e manobras


O Bambu

Bambu é o nome que se dá às plantas da sub-família Bambusoideae, da família das gramíneas (Poaceae ou Gramineae). Essa sub-família se subdivide em duas tribos, a Bambuseae (os bambus chamados de lenhosos) e a Olyrae (os bambus chamados herbáceos).


As opiniões variam muito e novas espécies e variedades são acrescentadas ano a ano, mas calcula-se que existam cerca de 1250 espécies no mundo, espalhadas entre noventa gêneros, presentes de forma nativa em todos os continentes menos na Europa. Habitam uma alta gama de condições climáticas (zonas tropicais e temperadas) e topográficas (do nível do mar até acima de 4.000 metros).


A partir de 684 a.C, o bambu se tornou fonte de muitas aplicações.Dele, os asiáticos obtêm alimento, vestuário, moradia e medicamentos.O bambu é pouco exigente com relação ao solo e ao clima. Desenvolve-se melhor em solos arenosos e leves, de boa drenagem, profundo e de nível médio de fertilidade.Cresce tanto em regiões tropicais e ao nível do mar como em altitudes de aproximadamente 1.300 metros.Podemos destacar entre seus diversos benefícios o baixo custo, leveza, possibilidade de curvatura, superfície lisa, coloração atrativa, resistência à tração comparável à do aço, resistência à compressão superior a do concreto, grande rigor estético e excelentes resultados na fabricação de móveis, estruturas, tubulações, drenos e habitações e, agora, como acessório para realização de massagens terapêuticas e estéticas.


O Bambu deve estar liso e preparado para sua aplicação na pele do cliente ejá vem assim preparado para ser comprado nas lojas especificas para produtos terapeuticos e estéticos.

Deve ser realizada a assepsia do mesmo a cada massagem.

ULTRA SOM


Ultra-som


Como age?
Através de estímulo do metabolismo local, ocorre o aumento da circulação sanguínea, promovendo a eliminação de toxinas, redução da gordura localizada, intensifica a penetração de substâncias com princípios ativos que potencializam o resultado.

Como funciona?
O equipamento é aplicado por uma profissional capacitada, onde utiliza-se um gel condutor e através de movimentos lentos e circulares a onda sônica penetra no corpo, chegando somente em tecido adiposo, provocando o aumento do metabolismo local e acelerando a eliminação de toxinas.

Quanto tempo dura uma sessão?
de 15 a 20 minutos.

.Qual a indicação?

- Gordura localizada

- Celulite

- Pré e pós-operatório de cirurgia plástica.


O Ultrassom dói?
Este tratamento é completamente indolor.
Efeitos Básicos produzidos pelo Ultra-som:

Efeito Mecânico:
A sonorização produz sobre o organismo uma série de pressões e descompressões que conferem um movimento oscilatório das partículas intra e extras celulares. Desta forma se vêem submetidas a uma aceleração violenta, com paradas bruscas, originando variações de pressão consideráveis. Esses conjuntos de efeitos formam a micromassagem a nível celular que: Produz um aumento da permeabilidade da membrana celular, acelerando o intercâmbio de fluidos, favorecendo o processo de difusão e melhorando o metabolismo celular; Pode produzir desagregações de complexos celulares e macromoléculas; Favorece a liberação de aderências, provavelmente pela separação das fibras colágenas.
Efeito Térmico:
A energia mecânica absorvida pelos tecidos pode transformar-se em energia térmica, já que o organismo não é completamente elástico opondo uma resistência ao movimento mecânico, tendo um resultado final à produção de calor. Esta produção de calor contribui para a estimulação do metabolismo celular e da circulação sangüínea, favorecendo a instalação de uma hiperemia na região.

Efeito Químico:
como conseqüência dos fatores mecânicos e térmicos, aparecem umas séries de reações químicas como Liberação de substâncias vasodilatadoras

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Cuidados com a pele durante o inverno



A tendência no inverno é a pele ser mais atingida por variações térmicas. Nessa época, é comum nossa pele apresentar áreas ressecadas que chegam a apresentar rachaduras e, em alguns casos, até sangramento. Quem tem rugas tende a sofrer um pouco mais nessa época do ano porque elas aparecem mais, devido ao ressecamento natural da pele no período de frio. Portanto, a maior preocupação que se deve ter com a pele durante o inverno é em hidratar a epiderme, a camada mais superficial da pele.

A hidratação da pele se dá por via interna e externa. A interna acontece quando o suor, constituído por água e sais minerais, atravessa as várias camadas da pele, chegando à epiderme. A externa se dá quando introduzimos água, por meio de produtos farmacêuticos e cosméticos, nas camadas mais externas da pele.

No verão, as altas temperaturas fazem com que o corpo produza mais suor, levando água das camadas mais profundas para a epiderme, mantendo a pele sempre hidratada. No inverno, a produção de suor diminui e o corpo deixa de contar com esta alternativa de hidratação, sendo fundamental usar hidratantes.

Para que hidratante cumpra seu papel, a pele tem que estar limpa, portanto, a atenção neste quesito deve ser redobrada, mas é preciso prestar atenção para que a limpeza exagerada não tire o manto hidro-lipídico, a camada de gordura da pele.

O mecanismo de hidratação natural da pele é garantido pela capa mais externa dela, que impede a perda de líquido. Quando o corpo é exposto à água quente e aos sabonetes alcalinos, essa capa de proteção natural, chamada de lipoproteica, é removida, fazendo com que a pele perca água para o meio e desidrate.

O uso da bucha é permitido para o corpo, pois ajuda a eliminar células mortas. Mas a hidratação após a esfoliação deve ser mais cuidadosa.

Portanto, durante o banho, atenção à temperatura. A água deve ser morna, quase fria. E o banho não deve ser muito demorado. Aquele enrugamento normal que acontece na pele quando ficamos muito tempo na água indica que sua pele está desidratada. Por isso, nada de transformar seu banho em uma sauna quente, com todo aquele vapor e que demora horas.

O rosto é a região do corpo que mais sofre com os efeitos do frio, lembra a especialista. Por isso, não caia na tentação da água quente para lavar. Para o rosto, use sempre água fria. O uso de buchas ou esponjas também não é indicado para essa área tão sensível. O ideal é usar uma loção ou gel de limpeza, com ação mais profunda.

Pouca gente sabe que mais de 80% da radiação ultravioleta que atinge a nossa pele durante a vida corresponde a essa exposição do dia-a-dia. "É muito maior do que quando vamos à praia", afirma Sergio Talarico, professor do departamento de dermatologia da Unifesp e coordenador do grupo de dermatologia cosmiátrica. Por isso, engana-se quem pensa que a ausência do sol está diretamente ligada ao fim dos cuidados com proteção. Mesmo no inverno, o fotoprotetor deve ser usado todos os dias.

Por fim, não se esqueça que hidratar por dentro também é fundamental. Beber dois litros de água é uma regra a ser praticada diariamente, faça frio ou calor.

Agora que você já sabe como manter sua pele macia e hidratada mesmo nos dias frios, leia as dicas que vão fazer destes cuidados um ritual de prazer:

Delicie-se com os aromas dos sabonetes, hidratantes e óleos corporais com ingredientes naturais de frutas. E sinta na pele a maciez e suavidade desses cuidados.

Os óleos trifásicos ajudam a evitar que a pele perca água, mas não substituem os hidratantes. Porém, se você quer uma pele sedosa, macia, deliciosa, não deixe de experimentar.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O que é Massagem Turbinada?

Massagem Turbinada é uma lipoescultura com as mãos, baseada em princípio de terapia chinesa e em pontos que auxiliem a Modelagem Corporal. Realiza movimentos intensos, rápidos e repetitivos, que ativam a circulação, trabalhando a gordura localizada e finalizada com movimentos de drenagem. São utilizados 5 tipos de produtos (esfoliante, hiperemiante, mobilizador de gordura, lipoforce e o creme de massagem) da Adcos.

MASSAGEM TURBINADA...
É indiscutível de que a massagem modeladora e a drenagem linfática são importantes agentes coadjovantes nos processos de perda de medidas e modelagem corporal, a fisoterapeuta Marilena Bittencourt, responsável pela área de Estética Corporal da clínica fb, tem aplicado a conhecida MASSAGEM TURBINADA em muitos casos.

Ela é baseada em princípios da terapia chinesa e em pontos que auxiliem a modelagem corporal, e também é conhecida como Drenagem Turbinada ou Lipoescultura Manual.

"Trata-se do massageamento de todo o corpo, com movimentos intensos, rápidos e repetitivos, que ativam a circulação, trabalhando a gordura localizada e eliminando toxinas" explica Marilena.

Principais benefícios:- ativa a circulação sangüínea- aumenta a oxigenação e nutrição celular- ajuda na liberação de toxinas acumuladas no tecido- melhora o peristaltismo (movimentos intestinais)- permite a quebra de nódulos lipolíticos (gordura localizada)- auxilia no processo de redução de medidas- redução de edemas (retenção hídrica)- facilita a permeação de princípios ativos- manutenção das medidas reduzidasMecanismos de AçãoSobre a musculatura vascular: A massagem estimula a contração da musculatura vascular aumentando a tonicidade.

Sobre o tecido adiposo: O favorecimento de troca de líquidos implicará na melhora da circulação periférica que dará condições aos adipócitos, em especial os superficiais, de “manterem” sua carga, impedindo a sedimentação que dá origem a celulite.O amassamento diminui os espaços intracelulares, colocando cada célula em seu lugar, o que faz com que ocupem menos volume reduzindo alguns centímetros do local trabalhado.

Sobre o tecido muscular: A massagem desintoxica a musculatura pelo retorno venoso e linfático, nutre e, dependendo das manobras utilizadas, pode tonificar.Efeito Vascular: Após a massagem num segmento do corpo, observamos uma elevação da temperatura no local da pele, de 1 a 3 graus centígrados pela ação mecânica (atrito) e vasodilatação.
A massagem pode aumentar a quantidade de sangue venoso que chega ao coração, a freqüência dos batimentos cardíacos e, desta maneira,a quantidade de sangue arterial que chega à periferia também é maior.A massagem turbinada é indicada para:

- redução das medidas
- gordura localizada
- culotes (principalmente)

Benefícios da Massagem Ativadora para modelagem do corpo

O vilão do acúmulo de gordura no abdômen pode ser o stress provocado por uma rotina intensa, acúmulo de tarefas (na faculdade, no trabalho), trânsito e discussões em geral, que sob tensão, o corpo tende a estocar gordura.

A Massagem Ativadora utiliza das mãos realizando movimentos vigorosos e rápidos, auxiliando a penetração do produto na pele, aumentando a capacidade de absorção. O movimento das mãos ajuda a fazer o transporte das toxinas e impurezas, que formam a gordura localizada, para a os vasos sanguíneos, onde serão purificados e tem como objetivo, aumentar o fluxo sanguíneo na região a ser tratada. Esta massagem é realizada com produtos a base de princípios ativos (cafeína, centella asiática, ginkobiloba, Dmae) e quanto maior aumento do fluxo sanguíneo, maior é a penetração, promovendo diminuição da celulite, gordura localizada e flacidez, melhorando a aparência da pele.

Um dos parâmetros para eficácia da técnica em um curto período é associar a massagem ativadora com uma dieta balanceada e atividade física diária.

A Massagem Ativadora e a Massagem Turbinada apresentam o mesmo objetivo de aumentar o fluxo sanguíneo para a melhora da aparência da pele, porém a Turbinada utiliza o auxílio de um rolo que apresenta pressão positiva e negativa, aplicado de forma rápida em cada região da pele, podendo associar com a massagem ativadora.

É contra-indicado realizar essas técnicas em:

– Hipertenso, porém é uma contra-indicação relativa, já que se a pressão estiver controlada pode ser feito.

– Pós-operatório de cirurgia plástica devido ao deslocamento da pele que deve ser evitado no pós-operatório imediato, porém é totalmente indicado no pré-operatório, proporcionando vários beneficio, relacionado com a elasticidade e a cicatrização.

– Varizes, microvarizes, sendo contra-indicado no local que são encontrados esses vasos, já que no momento destas massagens pequenos vasos podem ser rompidos, podendo aparecer novos vasos em indivíduos que apresentam esta sensibilidade, sendo indicado Drenagem Linfática manual.

Estas massagens podem ser associadas a alguns recursos terapêuticos como: Endermologia, Ultra-som, Corrente Russa, Manta Térmica, Bandagem Fria, obtendo excelentes resultados, já nas primeiras sessões.

Benefícios das massagens



As massagens possuem benefícios para o corpo humano a nível do sistema nervoso, a nível dos órgãos internos e a nível subcutâneo. Vamos explicar mais detalhadamente cada um destes níveis.

Os benefícios das massagens a nível do sistema nervoso são:

* Possui efeitos sedativos contra a dor.
* Favorece o relaxamento físico e psíquico.
* Reduz a tensão e a dor, prevenindo estados de stress, ansiedade e insónia.

Os benefícios das massagens a nível dos órgãos internos são:

* Melhoria do funcionamento dos órgãos internos.
* Ajuda a eliminar resíduos orgânicos.



Os benefícios das massagens a nível subcutâneo são:

* Facilita a absorção de líquidos, prevenindo o inchaço.
* Dissolve as acumulações de gordura, prevenindo desta forma a celulite.

Os benefícios do chá verde (Camellia sinensis)

O chá é proveniente das folhas da Camellia sinensis.

Atualmente, cerca de 3 mil produtos levam o nome de chá mas, na verdade, podem ser considerados chás mesmo, somente aqueles que tenham em sua composição a planta Camellia sinensis.


Conta uma lenda chinesa que no ano 2737 a.C., o imperador Shen Nung descansava sob uma árvore quando algumas folhas caíram em uma vasilha de água que seus servos ferviam para beber. Atraído pelo aroma, Shen Nung provou o líquido e adorou. Nascia aí, o chá.

É bem provável que essa história nem seja verdadeira, mas dá um ar romântico à origem de uma bebida conhecida mundialmente. Esta lenda é divulgada como a primeira referência à infusão das folhas de chá verde, provenientes da planta Camellia sinensis, originária da China e da Índia. Na verdade, o primeiro registro escrito sobre o uso do chá data do século III a.C. O tratado de Lu Yu, conhecido como o primeiro tratado sobre chá com caráter técnico, escrito no séc. VIII, durante a dinastia Tang, definiu o papel da China como responsável pela introdução do chá no mundo.

No inicio do séc. IX, a cultura do chá foi introduzida no Japão por monges budistas que levaram da China algumas sementes. A cultura teve êxito e desenvolveu-se rapidamente. O chá experimentou nestes dois países - China e Japão - uma evolução extraordinária, abrangendo não só meio técnico e econômico, mas também os meios artísticos, poéticos, filosóficos e até religiosos. No Japão, por exemplo, o chá é protagonista de um cerimonial complexo e de grande significado.

A chegada do chá à Europa não foi rápida. As referências mais antigas que se encontram na literatura européia a respeito do chá são atribuídas a Marco Pólo, no relato da sua viagem, e ao português Gaspar da Cruz, que teria citado o chá numa carta dirigida ao seu soberano. Já a sua introdução no continente europeu ocorreu no início do séc. XVII, em função do comércio que então se estabelecia entre a Europa e o Oriente. Ao que parece, foram os holandeses que levaram pela primeira vez o chá à Europa, intensificando o seu comércio, mais tarde desenvolvido pelos ingleses.

Na Inglaterra, o seu consumo difundiu-se rapidamente, tornando-se uma bebida muito popular. Essa popularidade estendeu-se aos países com forte influência inglesa, primeiramente nos Estados Unidos, depois na Austrália e Canadá. Hoje, o chá é a bebida mais consumida em todo o mundo.

O que é o chá

Como foi dito acima, o chá é proveniente das folhas da Camellia sinensis. Atualmente, cerca de 3 mil produtos levam o nome de chá mas, na verdade, podem ser considerados chás mesmo, somente aqueles que tenham em sua composição a planta Camellia sinensis. Ou seja, aqueles que nós chamamos de chá de hortelã, erva-cidreira e outros são, para sermos mais corretos, tisanas ou infusões.

A partir das folhas da Camellia sinensis é possível obter diferentes tipos de chá e, dependendo do tipo de tratamento a que são sujeitas, dividi-los nas seguintes categorias:

Verde - As folhas vão para a secagem após a colheita. Seu sabor é um tanto amargo. As folhas são apenas passadas pelo calor, imediatamente após colheita, evitando, assim, a fermentação. O chá Gyokuro (gotas de orvalho), do Japão, é considerado um dos melhores - suas folhas são cobertas com tela antes da colheita e, assim, preservam a clorofila e perdem tanino, ficando adocicadas.

Preto - As folhas sofrem um processo de fermentação que confere ao líquido um tom avermelhado escuro e um sabor intenso. As folhas são colocadas em tanques fechados até fermentarem. Depois elas são aquecidas e desidratadas.

Oolong - Sofre um processo de fermentação muito curto. Uma secagem rápida é feita logo após a colheita. Depois as folhas vão para um tanque, para fermentar, mas o processo é interrompido no início. O sabor é suave. Este chá é o menos comum no mundo ocidental.

Aromatizados - Qualquer chá, independentemente do tratamento pelo qual tenha passado, pode receber a adição de outras folhas, frutas secas ou flores, cujo sabor se mistura com o seu.

As mil e uma virtudes do chá verde

As virtudes medicinais do chá são de conhecimento milenar, especialmente seu efeito estimulante. Mas hoje, a ciência está comprovando suas propriedades terapêuticas e cosméticas. E isso está acontecendo com o chá verde (também conhecido como banchá), considerado atualmente um aliado da saúde por ser rico em flavonóides - substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular precoce. Também está comprovado que o chá verde ajuda a diminuir as taxas de colesterol e ativa o sistema imunológico. As virtudes do chá verde na prevenção do câncer, já muito divulgadas atualmente, vêm do fato de que ele é rico em bioflavonóides e catequinas, substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores.

Além de conter manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2, ajuda a prevenir doenças cardíacas e circulatórias por conter boa dose de tanino: o consumo diário desse chá diminui as taxas do LDL (colesterol que faz mal à saúde) e fortalece as artérias e veias.

Mas as boas notícias não acabam aí: está comprovado que o chá verde acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordura corporal. Um dos estudos foi realizado na Suíça com três grupos de pessoas que seguiram a mesma dieta. O resultado: o grupo que recebeu chá verde teve aumento de 4% na velocidade de combustão das calorias no organismo e de 5% na queima de calorias em relação aos outros dois grupos pesquisados. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, demonstrou que extrato de chá verde - que possui altas concentrações de antioxidantes como catequina, polifenóis e muitos outros compostos incluindo cafeína - pode aumentar a utilização de energia muito acima dos efeitos da cafeína pura.

Pesquisadores acreditam, ainda,que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. E como se não bastasse, comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele. Os princípios curativos e regeneradores da Camellia sinensis enriquecem os cosméticos que prometem recuperar o viço da pele e dos cabelos. Tanto que as indústrias de cosméticos incluem os extratos das folhas em fórmulas de produtos como cremes e loções. Substâncias presentes na Camellia sinensis também dissolvem gorduras e são eficazes no tratamento de celulite e gordura localizada.

E para e pele mais um benefício: por ser rica em tanino, substância com propriedades anti-séptica e adstringente, a planta é indicada também para limpar e equilibrar peles oleosas. Na edição de 3 de março de 2004, a Revista Veja publicou uma matéria anunciando a mais recente novidade que aumenta a lista de benefícios do chá verde. Ainda na área da dermatologia, a novidade é que o chá verde pode proteger contra os efeitos nocivos do sol. Segundo a revista, "o assunto foi um dos mais comentados do último congresso da Academia Americana de Dermatologia, por causa de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nova Jersey". Eles descobriram que o chá, transformado em creme, melhora o sistema de defesa das células da pele contra os raios ultravioleta do tipo B, aqueles responsáveis pelo vermelho-pimentão. Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, o chá verde aumentaria a proteção contra o câncer de pele. A descoberta pode ser o ponto de partida para a produção de uma nova família de loções.

A planta, como ela é...

Planta perene, do tipo arbustiva, a Camellia sinensis pertecente a família das Teáceas (Theacea). Originária do sudeste asiático, a planta produz economicamente por mais de 50 anos. No Brasil o arbusto é cultivado principalmente na região do Vale do Ribeira, no Estado de São Paulo, onde é utilizado para fazer chá preto.

A propagação da planta se dá preferencialmente pela via vegetativa, ou seja, por meio de estacas. A estaca para reprodução deve possuir uma folha desenvolvida e sua respectiva gema auxiliar com 3 a 4 cm. A extremidade do ramo deve ser cortada em bisel, isto é, na diagonal.

As folhas mais jovens e os gomos da Camellia sinensis - parte da planta utilizada na produção do chá comercial - são cobertos por uma fina cobertura branca e sedosa, semelhante a uma penugem que, mais tarde, desaparece. Ao que se sabe, é esta cobertura que dá origem ao nome pelo qual é conhecido o gomo terminal: "pekoe", da palavra chinesa pak-ho, que significa cabelo ou penugem.

As flores da planta são pequenas, brancas, geralmente com 4 ou 5 pétalas, aromáticas e aparecem nas axilas das folhas em grupos de 2, 3 ou 4. O fruto é uma cápsula com 2 ou 3 cm de diâmetro. Dada a grande dispersão que a planta sofreu desde o início do seu cultivo até aos nossos dias e a livre hibridação entre os vários tipos geográficos, não tem sido fácil para os botânicos a descrição das variedades existentes.

E para quem pretende saborear esta bebida que já esta sendo considerada medicinal, vale lembrar: até a simplicidade do chá não dispensa alguns pequenos cuidados especiais. Recomenda-se guardá-lo bem acondicionado em local fresco e seco e, na hora do preparo, passar água fervente no bule e nas xícaras Para o chá verde, especialistas aconselham que a água esteja um pouco abaixo da fervura e, de preferência, nada de acrescentar açúcar. Preparar a bebida é simples: faça uma infusão com uma colher de sopa rasa da erva para cada xícara de água "quase" fervente.

Chá Verde em várias versões está à venda na www.lojadojardim.com