quinta-feira, 15 de julho de 2010

ULTRA SOM


Ultra-som


Como age?
Através de estímulo do metabolismo local, ocorre o aumento da circulação sanguínea, promovendo a eliminação de toxinas, redução da gordura localizada, intensifica a penetração de substâncias com princípios ativos que potencializam o resultado.

Como funciona?
O equipamento é aplicado por uma profissional capacitada, onde utiliza-se um gel condutor e através de movimentos lentos e circulares a onda sônica penetra no corpo, chegando somente em tecido adiposo, provocando o aumento do metabolismo local e acelerando a eliminação de toxinas.

Quanto tempo dura uma sessão?
de 15 a 20 minutos.

.Qual a indicação?

- Gordura localizada

- Celulite

- Pré e pós-operatório de cirurgia plástica.


O Ultrassom dói?
Este tratamento é completamente indolor.
Efeitos Básicos produzidos pelo Ultra-som:

Efeito Mecânico:
A sonorização produz sobre o organismo uma série de pressões e descompressões que conferem um movimento oscilatório das partículas intra e extras celulares. Desta forma se vêem submetidas a uma aceleração violenta, com paradas bruscas, originando variações de pressão consideráveis. Esses conjuntos de efeitos formam a micromassagem a nível celular que: Produz um aumento da permeabilidade da membrana celular, acelerando o intercâmbio de fluidos, favorecendo o processo de difusão e melhorando o metabolismo celular; Pode produzir desagregações de complexos celulares e macromoléculas; Favorece a liberação de aderências, provavelmente pela separação das fibras colágenas.
Efeito Térmico:
A energia mecânica absorvida pelos tecidos pode transformar-se em energia térmica, já que o organismo não é completamente elástico opondo uma resistência ao movimento mecânico, tendo um resultado final à produção de calor. Esta produção de calor contribui para a estimulação do metabolismo celular e da circulação sangüínea, favorecendo a instalação de uma hiperemia na região.

Efeito Químico:
como conseqüência dos fatores mecânicos e térmicos, aparecem umas séries de reações químicas como Liberação de substâncias vasodilatadoras

Nenhum comentário:

Postar um comentário